terça-feira, 8 de março de 2016

Resumo da Ópera.


Saudades!

Estou sem pedalar há meses. Trato esse período como um hiato, pois pretendo retornar em breve. Minha barriga cresceu, mas minha alegria também. Não parei de pedalar por má vontade, na verdade fui morar bem longe, comprei uma moto pra fazer o percurso. A bike tá na casa de minha mãe, usada como lazer muito eventualmente. Porém, continuo ligado no que tem acontecido na cidade e ao meu redor.

Quando vejo novas ciclovias por aí, acho graça. O número de ciclistas aumentou, ao ponto de finalmente eu não ser mais o único do escritório a usar magrelas. Isso ajudou a arredondar um pouco a visão quadrada que insiste em permanecer em todos os lugares, inclusive aqui. Há pouco mais de um ano me proibiram de entrar com a bike pela porta principal, com alegações tão tangíveis quanto o coelhinho da páscoa. Agora como não sou mais o único “estranho”, tá liberada a passagem. Teoricamente, uma agência de propaganda é um lugar com pensamento de vanguarda, mas ainda assim houve essa resistência. Com base nisso, dá pra se ter uma idéia da batalha que é a aceitação da bicicleta nas ruas da cidade.

Agora tô com planos de voltar a entrar em forma, pedalar com mais frequência e voltar a fazer rolês de respeito. O corpo e a alma sentem falta daquela esbaforida aliviada após vencer um barranco!

Saudades!